Na sala do Trono - o Verdadeiro Louvor

Celeiro do mundo

Na década de 90 o Brasil vivia uma crise econômica, moral e institucional muito grande. Éramos conhecidos como um país miserável, devedor da dívida externa e exportador de prostitutas. Triste demais. Lembro-me, mesmo bem jovem nessa época, de querer que meu país melhorasse, mas não via saída. Eu era muito envolvida com Missões. Doava meu tempo, quando não estava na faculdade, ao trabalho de Evangelismo local com crianças, chamado APRISCO que surgiu no coração do Pastor Rocindes e prosseguiu com Pastor Josemil.

Eu também fazia parte de uma secretaria de missões chamada DOM. Então fui enviada para um Congresso de Missões num lugar bem conhecido, o Vale da Bênção em São Mateus, São Paulo. Naqueles dias maravilhosos em que estive ali me alimentando da palavra, ouvindo testemunhos e adorando ao único digno, JESUS, pude também ouvir uma impactante profecia: O BRASIL SERIA O CELEIRO DO MUNDO.

Uau… quando isso foi dito éramos uma nação pobre, envergonhada e sem perspectivas. Mas eu creio em um Deus que muda histórias. O que vimos nos anos seguintes foi a mão de Deus trazendo prosperidade à terra. Passamos a bater recordes na produção agrícola, uma nova moeda se estabeleceu. Aumentaram o incentivo à educação, mais empregos e tantas coisas que nunca tínhamos vivido. Deus abriu as compotas dos céus sobre nós. Enriquecemos, crescemos, prosperamos.

E o que fizemos com isso??? NADA.  A promessa de ser celeiro do mundo era para que ajudássemos o outro, evangelizássemos, propagássemos o reino, estendêssemos a mão ao necessitado, cuidássemos das feridas. Quando Deus permitiu a abundância no celeiro egípcio sob a liderança de José era para mais tarde ajudar as nações vizinhas como Israel. Ficamos prósperos para que investíssemos no reino. Enviando missionários, fundando igrejas em lugares distantes, criando projetos sociais. Amparando a viúva e o órfão. Mas o que fizemos??? Fechamos o celeiro e começamos a celebrar a abundância como se ao nosso redor não existissem problemas.

Quando os discípulos perguntaram ao mestre em Mateus 25: 35-45 “Mestre, quando foi que não te demos de comer?” Jesus respondeu: “Sempre que fizestes a um desses, mesmo os mais pequeninos, a mim o fizestes”. Que vergonha. Fomos capazes de nos fecharmos em nossos templos e esquecermos dos que estavam de fora. Não praticamos o evangelho de Jesus. Inventamos o evangelho da prosperidade. Só queríamos o “Venha até nós”, abandonamos o Reino. Meu Deus, que triste!!!

Por isso creio que este novo momento em que estamos vivendo como nação, momento de corrupção, de volta à vergonha, é por conta da nossa desobediência. Deus sacudiu nossa nação, trouxe o que estava encoberto à tona, abalou estruturas, está revelando o que estava oculto. Sabem por quê? Porque ELE nos ama, ELE está voltando e não quer que nos percamos. Levantemo-nos e nos prostemos diante de nosso paizinho querido. Precisamos voltar ao caminho. Precisamos nos humilhar e orar e buscar sua face novamente.

Deus não tem problema nenhum em nos enriquecer. Não há nada de errado em usufruir de uma vida próspera e agradável. ELE não tem problemas com dinheiro. É o dono de tudo. Somos seus atalaias nessa terra, nosso alvo é o  céu. Se dermos mais importância ao dinheiro do que a Deus e seus propósitos, estaremos nos fechando, deixando de fazer a sua obra, estaremos adorando a Mamon. Vocês acham mesmo que como representantes de Jesus, devemos priorizar nosso conforto em detrimento de fazer a obra de Deus? Claro que NÃO. Não tem problema você ter dinheiro, o problema é esquecer para o que você foi chamado: Sacerdócio real, Povo Eleito e Nação Santa.

Deus, perdoe-nos. Ajuda-nos a voltar ao propósito para o qual fomos visitados com a tua abastança. Sara nossa terra, Pai.

Igreja de Deus no Brasil, temos que entender que os campos estão brancos. É muito bom estarmos em comunhão em nossos templos, mas já não há mais tempo para isso. Muitos estão se perdendo enquanto nos preocupamos se o ar está gelado, se tem banco é confortável, se o culto vai acabar tarde, se o pastor vai falar de dinheiro, se meu irmão é mais ou menos pecador que eu.

BASTA!!! Olhemos para Jesus e proclamenos a sua volta. Somos a noiva, não nos vendamos, nem nos prostituamos. É chegada a hora. Vamos em frente, unidos por um só propósito: Reino de Deus!!!

google+

linkedin

1 Comment

  1. Antonio Dantas Jr setembro 17, 2018 at 7:44 pm

    Professora Mônica, com a sua licença gostaria de retificar um detalhe a respeito do APRISCO. Esse projeto surgiu do coração de Deus para amparar vidas em situação de vulnerabilidade, situação de rua e outras. A Irmã Zezé foi a fundadora iniciando no quintal de sua casa, o saudoso Pr. Ades viu um volume de crianças e perguntou a mesma do que se tratava, tomando conhecimento, resolveu colaborar com pão que era usada na santa ceia, refrigerante e goiabada.

Leave a Reply

Álbum Venha Teu Reino
Ficha Técnica

Produção Artística: Agência Núcleo

Produção Musical: VS Estúdio

Fábrica: Ponto4 Digital

Composição: Monica Belleza

Interpretação: Monica Belleza

Teclado: Jeferson (Produtor)

Guitarra: Márcio Sinésio

Baixo: Binho

Bateria: Genésio

Metal: Diego Cordeiro e Marcus Vinícius Cordeiro